so little to say… and so much time.

Oscar 2010

Posted in Oscar by partyguest on Março 4, 2010

Bom, vai rolar mais um Oscar neste domingo, o 82º. Muito, não? O Oscar é um evento organizado anualmente pela AMPAS (Academy of Motion Picture Arts and Science), com o intuito de premiar os melhores filmes exibidos em solo americano, no ano anterior à sua entrega. Hum, quer dizer que os melhores filmes sempre ganham? Não, nem sempre. Raramente, na verdade. Hum, mas os melhores diretores são premiados, né? Nop, geralmente são ignorados. Então, pra quê serve este engodo? Muda alguma coisa em minha vida? Não, nada. O Oscar não foi feito pra ser justo, nem pra reconhecer o primor de todos os filmes produzidos no mundo. Um exemplo disto é um ponto específico de suas regras, que já coloca 99% dos filmes produzidos pelo mundo em uma posição de inelegibilidade: os filmes indicados precisam ter ficado em cartaz durante três semanas, pelo menos, em cinemas americanos, no ano anterior ao prêmio. Ou seja, se você espera que aquele filme lindo sobre o criador de cabras do sertão nordestino, feito com orçamento de circo do interior e com atores locais, seja indicado, meu amigo, você precisa ficar mais esperto. O Oscar vai muito além da premiação justa. É claro que boa parte dos filmes indicados é boa, mas a qualidade dos filmes é apenas a base da premiação. O que conta, no fim de tudo, é como um filme (ou sua equipe, dentro e fora das câmeras) se relaciona com a indústria, como seu prestígio é visto dentro de um grupo de quase 6000 votantes. Muita gente me pergunta por que eu me empolgo tanto com o Oscar, com todo o buzz. Eu me empolgo porque sei que, antes de ser arte, expressão cultural de uma comunidade, geração, etnia, país, o cinema é uma indústria de entretenimento. Nasceu assim e vai morrer assim. Os que fazem cinema e acham que estão fora dessa indústria, estão redondamente enganados. Aqueles que estão, de fato, fora dela não estão fazendo cinema. Pode ser qualquer outra coisa, mas não é cinema. É por isso que me empolgo. Não é que eu odeie os filmes menores, mais simples, mais locais. Não odeio, quem me conhece sabe disso. Não é uma questão de ódio. É de amor. Eu sou apaixonado por essa indústria, em todos os seus aspectos. E não tem como ser apaixonado pela indústria e não se divertir, o mínimo que seja, com o Oscar. Me divirto, não nego.

Acompanho a premiação desde 2002, religiosamente. Antes disso, assistia, mas não sacava nada e, quando sacava o que tinha acontecido, não tinha visto o filme ou iria ver, por limitações espaciais (ou financeiras). 2002 foi o ano em que isso mudou. Pela primeira vez, desde que eu me lembro, eu tinha lido sobre os filmes indicados e tinha meu favorito. O daquele ano foi “Assassinato em Gosford Park”, que não ganhou, infelizmente. Desde então, não perco um ano, acompanho o buzz entre um ano e outro, leio blogs e, mais importante, vejo os filmes. A cada ano que passa, consigo ver mais filmes indicados, em inúmeras categorias. E desde aquele ano, faço minhas listas de favoritos e participo de bolões online, ou entre amigos, que me deixam mais empolgado ainda, pois vejo que não estou sozinho nessa maluquice. Acho que esta é a 3ª vez que posto meus palpites em um blog meu. Pretendo manter a tradição.

A corrida para o Oscar deste ano foi uma bagunça só. Até o meio do ano, não existiam favoritos, sequer existiam filmes genuinamente oscarizáveis. Mas depois de setembro e, principalmente, depois da estreia de “Avatar”, em dezembro, a coisa esquentou. Já teve reviravolta em prêmios-termômetros, mudanças de regras, quebra das mesmas…
O que parecia ser um ano fraco, gerou uma das corridas mais divertidas e empolgantes que eu já vi.

Meus palpites não refletem, necessariamente, o que vai acontecer, mas reflete a maneira como encaro todo o buzz em torno dos indicados. Quem eu acho que vai ganhar, quem eu acho que deveria, quem eu acho que pode surpreender. Mantenha estas três frase em mente, que você vai entender meu raciocínio. Algumas categorias precisam ser comentadas, outras nem tanto, por isso não serão, outras precisam, mas não tenho condições de falar qualquer coisa e me atenho em reproduzir o burburinho dos especialistas. Bom, espero que gostem e comentem.

Roteiro Original
“Guerra ao Terror”
“Bastardos Inglórios”
“The Messenger”
“Um Homem Sério”
“Up – Altas Aventuras”

Quem eu acho que vai ganhar: Bastardos Inglórios
Quem eu acho que deveria ganhar: Bastardos Inglórios
Quem eu acho que poderia surpreender: Guerra ao terror

Este prêmio costuma seguir à risca o que os votantes escolhem em categorias como Melhor Filme e Melhor Diretor. No entanto, este é um caso diferente (mas não incomum). Bastardos é um filme que corre o risco de sair da festa com apenas com um mísero prêmio, o de Ator Coadjuvante. E isso conta, acredite se quiser. Não que o roteiro de Bastardos não tenha mérito. Tem até de mais. É, sem dúvida, o melhor roteiro entre os concorrentes. Acredito que o único filme que possa ameaçar essa vitória é Guerra ao Terror, e é uma ameça gigantesca. Ele ganhou o WGA (ok, Bastardos é inelegível) e tem a vantagem de ser o roteiro do provável campeão da noite. Acredito que a disputa estaria em 55-45, com Bastardos com um nariz de diferença.

Roteiro Adaptado
“Distrito 9″
“Educação”
“In the Loop”
“Preciosa”
“Amor Sem Escalas”

Vai: Amor Sem Escalas
Deveria: Educação
Poderia: Preciosa

Esta é uma categoria que não significa nada pra mim, no Oscar deste ano. Vi 4 dos 5 indicados (só não vi In the Loop) e não gostei de nenhum deles. Não vejo nada de mais em nenhum dos roteiros. Talvez o mérito, este ano, esteja na adaptação em si e não no roteiro como peça isolada. Preciosa pode ganhar? Pode. Mas Amor Sem Escalas deve levar esse prêmio de consolo. Educação tem um roteiro irregular, mas é o mais redondinho de todos.

Filme Estrangeiro
“Teta Assustada”, Peru
“A Fita Branca”, Alemanha
“O Profeta”, França
“Ajami”, Israel
“O Segredo de Seus Olhos”, Argentina

Vai: A Fita Branca
Deveria: –
Pode: O Segredo de Seus Olhos; O Profeta

Infelizmente não vi nenhum deles, apesar de ter tido a possibilidade. :/ Mas o buzz pende pro filme de Haneke, pela temática, pela técnica, pelo prestígio do diretor e pela quantidade de coisa que ganhou ano passado. O Profeta vem numa ascendente interessante neste último mês, principalmente depois da rapa que fez no César, o Oscar francês. O Segrede de Seus Olhos é a chance que a academia tem de premiar um filme sul-americano elogiadíssimo. Acredito que é o filme que A Fita Branca precisa ficar de olho.

Direção de Arte
“Avatar”
“O Imaginário do Dr. Parnassus”
“Nine”
“Sherlock Holmes”
“A Jovem Victoria”

Vai: Avatar
Deveria: Avatar
Poderia: A Jovem Victória

Acho muito difícil Avatar não levar este. Seria uma maneira dos velhinhos da academia dizerem: “Nós aceitamos suas loucuras, Jimbo.” O filme a ser batido neste caso é A Jovem Victória, por um simples motivo: filme de época britânico. Essa frase ganhou boa parte dos Oscars, até hoje.

Fotografia
“Avatar”
“Harry Potter e o Enigma do Príncipe”
“Guerra ao Terror”
“Bastardos Inglórios”
“A Fita Branca”

Vai: Guerra ao Terror
Deveria: Guerra ao Terror
Poderia: A Fita Branca

A fotografia é o maior trunfo de Guerra ao Terror, na minha opinião. Ela consegue fazer você se sentir um soldado, em meio a toda aquela confusão. Faz você tentar limpar os olhos, achando que eles se encheram de terra, após uma explosão. Por outro lado, A Fita Branca vem impressionando a crítica com sua fotografia em preto-e-branco e acabou de ganhar o prêmio do Sindicato dos Fotógrafos de Cinema, isso significa muito, nesta altura da corrida.

Figurino
“Brilho de uma Paixão”
“Coco Antes de Chanel”
“O Imaginário do Dr. Parnassus”
“Nine”
“A Jovem Victoria”

Vai: A Jovem Victória
Deveria: –
Poderia: Coco Antes de Chanel

Essa categoria é muito confusa pra mim. Não sou um cara que consegue reconhecer muita diferença entre um figurino e outro. É uma falha minha. A única vez que decidi dar um palpite sobre essa categoria foi em 2006, depois que o figurino de Maria Antonieta me deixou de boca aberta. O filme acabou levando, mas nem por isso me convenci que entendia alguma coisa desse quesito. Aposto em Victória, por motivos já citados lá em Direção de Arte. Mas acho que, por ser um filme que trate justamente de moda, Coco pode surpreender e levar este pra casa.

Edição
“Avatar”
“Distrito 9″
“Guerra ao Terror”
“Bastardos Inglórios”
“Preciosa”

Vai: Bastardos Inglórios
Deveria: Bastardos Inglórios
Poderia: Guerra ao Terror

Esta categoria tá beeem nublada, pra mim. Bastardos tem a melhor edição do ano, bem precisa, sem muitos rodeios e bem diferente do que Tarantino fez durante toda a sua carreira. Guerra ao Terror não me impressionou neste quesito, mas tem o fator “lavada” contando em seu favor.

Maquiagem
“Il Divo”
“Star Trek”
“A Jovem Victoria”

Vai: Star Trek
Deveria: Star Trek
Poderia: A Jovem Victoria

Quem fala não sou eu, é o buzz.

Trilha Sonora
“Avatar”
“O Fantástico Sr. Raposo”
“Guerra ao Terror”
“Sherlock Holmes”
“Up – Altas Aventuras”

Vai: Up
Deveria: Up
Poderia: Avatar, Sr. Raposo ou Sherlock Holmes

Essa é uma categoria delicada. Up tem a vantagem de ter sua trilha composta por um cara em ascensão dentro da indústria. Michael Giacchino vem de uma carreira notável no mundo dos jogos e ficou muito conhecido por ser o trilheiro da série Lost. Em Up, a trilha é personagem, dita todo o ritmo do filme. Acredito que o fato de Giacchino ter sido o diretor musical do Oscar do Ano passado, também conta. Avatar pode abocanhar este quesito, pois tem a trilha mais grandiosa do ano. Sr. Raposo é um alternativa, mas não acredito que ele venceria este embate de animações. Sherlock Holmes é de Hans Zimmer, isso, por si só, significa muita coisa. Além do que, dentre todas as críticas que li do filme, a única unanimidade era sua trilha corretíssima.

Edição de Som
“Avatar”
“Guerra ao Terror”
“Bastardos Inglórios”
“Star Terk”
“Up”

Vai: Guerra ao Terror
Deveria: Guerra ao Terror ou Avatar
Poderia: Avatar

Há alguns meses, quem teria a coragem de dar este palpite? Guerra ao Terror foi como uma cebola na corrida pelos Oscars. A cada semana, um novo trunfo do filme era elevado (ou inventado). O som do filme de Bigelow é realmente impressionante. E olhe que eu estou falando isso, mesmo sabendo que Avatar concorre com ele. Mesmo com a grandiosidade da saga Na’Vi, em todos os sentidos, Guerra tem, além do merecimento, dois trunfos importantes: os prêmios do Bafta e do Sindicato dos Editores de Som.

Mixagem de Som
“Avatar”
“Guerra ao Terror”
“Bastardos Inglórios”
“Star Trek”
“Transformers 2”

Vai: Guerra ao Terror
Deveria: Guerra ao Terror ou Avatar
Poderia: Star Trek ou Avatar

O termômetro aponta pra Avatar, mas eu prefiro ousar e dizer que Guerra leva e vai deixar Jimbo arrancando os cabelos.

Efeitos Visuais
“Avatar”
“Distrito 9”
“Star Trek”

Vai: Avatar
Deveria: Avatar
Poderia: Distrito 9

Nenhum outro filme desta última década mereceu tanto este prêmio como Avatar. Distrito 9 poderia surpreender e não sair de mãos vazias. Duvido muito.

Animação em Curta-metragem
“French Roast”
“Granny O’Grimn’s Sleeping Beauty”
“The Lady and The Reaper”
“Logorama”
“A Matter of Loaf and Death”

Vai: A Matter of Loaf and Death
Deveria: The Lady and The Reaper
Poderia: French Roast

Gostaria de ver muito o fantástico The Lady and The Reaper levar esta, mas, pelo visto, a academia tende a ficar na mesmice.

Canção Original
“A Princesa e o Sapo”, com “Almost There”
“A Princesa e o Sapo”, com “Down in New Orleans”
“Paris 36″, com “Loin de Paname”
“Nine”, com “Take It All”
“Crazy Heart”, com “The Weary Kind”

Vai: The Weary Kind
Deveria: The Weary Kind
Poderia: Loin de Paname

Este, definitivamente, não é o ano dos musicais (mais um), por isso não vejo Nine como um competidor muito forte. Já a animação da Disney tem a desvantagem da dupla indicação, o que divide os votos consideravelmente. O que sobra é o minúsculo francês, que, pra ser sincero, tem quase tantas chances quanto os outros.

Documentário em Longa-metragem
“Burma VJ”
“The Cove”
“Food, Inc”
“The Most Dangerous Man in America”
“Which Way Home”

Vai: The Cove
Deveria: The Cove
Poderia: Food, Inc. ou Burma VJ

Esta é outra categoria sem muitas surpresas. The Cove é um dos melhores documentários que eu vi nos últimos anos. E a quantidade de prêmios que vem ganhando mostra que esta não é uma opinião só minha.

Documentário em Curta-metragem
“China’s Unnatural Disaster: The Tears of Sichuan Province”
“The Last Campaign of Governor Booth Dardner”
“Music by Prudence”
“Rabbit à la Berlin”

Vai: China’s Unnatural Disaster
Deveria: –
Poderia: Music inPrudence

Mais uma vez o buzz, não tenho nada a ver.

Curta-metragem
“The Door”
“Instead of Abracadabra”
“Kavi”
“Miracle Fish”
“The New Tenants”

Vai: The Door
Deveria: –
Poderia: Instead of Abracadabra

Ator
Jeff Bridges, “Crazy Heart”
George Clooney, “Amor Sem Escalas”
Colin Firth, “A Single Man”
Morgan Freeman, “Invictus”
Jeremy Renner, “Guerra ao Terror”

Vai: Jeff Bridges
Deveria: Jeff Bridges
Poderia: Colin Firth ou Jeremy Renner

Bridges tem alguns trunfos neste caso. É um ator com muito prestígio entre seus pares, mas que nunca ganhou. Faz um papel feito pra Oscar, sem tirar nem pôr. E representa um filme pequeno, com poucas indicações, seria uma boa maneira de reconhecer seu valor. Colin Firth é o ator a ser temido, aqui. Sua atuação está causando comoção por todos os cinemas que passa. Já Renner é a indicação no quesito que legitima outras indicações de Guerra ao Terror, já que é comum que os favoritos do ano tenham indicações em atuação também. Não acho que tenha muitas chances, mas pode surpreender, nunca se sabe.

Atriz
Sandra Bullock, “The Blind Side”
Helen Mirren, “The Last Station”
Carey Mulligan, “Educação”
Gabourey Sidibe, “Preciosa”
Meryl Streep, “Julie & Julia”

Vai: Sandra Bullock
Deveria: Carrey Mulligan
Poderia: Meryl Streep

Esta é uma categoria difícil de engolir. Sandra Bullock ganhou notoriedade justamente por um dos piores filmes do ano. E, cá pra nós? A atuação dela nem é isso tudo que dizem. É até bastante inconstante, na minha opinião. Meryl Streep, mais uma vez, chega em segundo lugar na corrida das indicações. Há 18 anos ela ganhou seu segundo Oscar e foi indicada muitas vezes depois. Muitos acham que a recordista em indicações deveria voltar a ganhar. Eu também acho, sempre vou achar isso de Meryl, mas não concordo com de que o prêmio de Mulligan é ter sido indicada. A atuação dela é incrivelmente superior à de Bullock e é o ponto alto de seu fraco filme. No fim das contas, Bullock vai ganhar, em sua única chance de fazer isso acontecer, e daqui a dois anos vamos todos rir desta piada.

Ator Coadjuvante
Matt Damon, “Invictus”
Woody Harrelson, “The Messenger”
Christopher Plummer, “The Last Station”
Stanley Tucci, “Um Olhar do Paraíso”
Christoph Waltz, “Bastardos Inglórios”

Vai: Christoph Waltz
Deveria: Christoph Waltz
Poderia: Christopher Plummer ou Woody Harrelson

Há alguns meses eu tinha certeza, hoje nem tanto. Waltz tem a melhor atuação de 2009, mas um fator consegue engolir uma fantástica atuação facilmente: o conjunto da obra. Plummer é um daqueles velhinhos que merecem, sabe? Não ia achar ruim se ele ganhasse, nem um pouco. Mas não curto quando vejo pessoas falando que esse prêmio se justificaria pelo fato de que Waltz “vai ganhar em outro ano, eventualmente”. Esta é A atuação dele, independente do que ele fez antes ou que vai fazer depois. Harrelson seria um voto de confiança nesta nova fase de sua carreira, mas corre bem por fora.

Atriz Coadjuvante
Penelope Cruz, “Nine”
Vera Farmiga, “Amor Sem Escalas”
Maggie Gyllenhaal, “Crazy Heart”
Anna Kendrick, “Amor Sem Escalas”
Mo’Nique, “Preciosa”

Vai: Mo’Nique
Deveria: Mo’Nique
Poderia: Vera Farmiga

Este é o ano dos coadjuvantes de cair o queixo. Mo’Nique está assustadora em Preciosa, não erra uma expressão sequer. Aliás, todo o elenco de Preciosa foi muito bem dirigido, mérito em parte de Lee Daniels. Vera Farmiga e Maggie brigam entre si pelo segundo lugar, e provavelmente não passarão disso.

Animação
“O Fantástico Sr. Raposo”
“Coraline e o Mundo Secreto”
“Up – Altas Aventuras”
“A Princesa e o Sapo”
“The Secret of Kells”

Vai: Up
Deveria: Coraline
Poderia: Sr. Raposo

Em um ano em que, dentre 5 animações indicadas, apenas uma foi selecionada entre os melhores filmes, podemos esperar algum resultado surpreendente? Up é bem inferior ao seu precursor, Wall-E, mas é um filme correto e bem bonito. Não encanta como Coraline, mas tem seus méritos. Sr. Raposo é a alternativa séria para a categoria. Animação diferente, baseada em um autor conceituadíssimo (Roald Dahl) e dirigida por um queridinho da nova geração. Pode levar, de verdade, mas não faria sentido algum, dada a lógica das indicações.

Diretor
James Cameron, “Avatar”
Kathryn Bigelow, “Guerra ao Terror”
Quentin Tarantino, “Bastardos Inglórios”
Lee Daniels, “Preciosa”
Jason Reitman, “Amor Sem Escalas”

Vai: Kathryn Bigelow
Deveria: Quentin Tarantino
Poderia: James Cameron

Essa categoria já foi mais empolgante. Mas com a vitória de Kathryn no Sindicato dos Diretores e com o fator de gênero dominando, não vejo como ela não ganhar. Ela é competente? Muito. Mas seu filme e sua direção não chegam aos pés da megalomania de Jimbo ou do frescor histórico de Tarantino, o melhor diretor do ano, sem sombra de dúvidas.

Filme
“Avatar”
“The Blind Sinde”
“Distrito 9″
“Educação”
“Guerra ao Teror”
“Bastados Ingflórios”
“Preciosa”
“Um Homem Sério”
“Up – Altas Aventuras”
“Amor Sem Escalas”

Vai: Guerra ao Terror
Deveria: Bastardos Inglórios
Poderia: Bastardos Inglórios ou Avatar

Chegamos à categoria que realmente mobiliza o buzz dentro da indústria. A academia resolveu ousar e tentar transformar o Oscar em algo mais palatável, popular. Aumentar o número de indicados para 10, serve em muitos sentidos para a premiação. Primeiro: dá chances a filmes que, em ocasiões passadas, nem passariam perto de uma indicação deste tipo. É o caso de Distrito 9 ou The Blind Side. Segundo: coloca filmes mais populares em um balaio antes reservado para filmes difíceis. Se não fosse isso, Up estaria jogado no bem menos glamuroso gueto da animação, como ficou o genial Wall-E, no ano passado. O que devemos devemos saber além disso? Bom, o processo de votação está bastante diferenciado. Ao invés de dar seu voto para o melhor filme do ano, o acadêmico terá que enumerar de 1 a 10, seus filmes preferidos (ou não). Isso dá uma carga um pouco mais política ao voto para Melhor Filme, pois a quantidade de segundas, terceiras, quartas colocações (e assim por diante) que um filme recebe diretamente no resultado final da apuração. (ENTENDA O SISTEMA: http://www.awardsdaily.com/?p=19899)  O que temos de concreto é: Guerra ao Terror é o favorito, mas tem Bastardos Inglórios e Avatar em sua cola, contando justamente com este novo sistema. Muitos apostam em uma vitória de Bastardos, eu não chego a tanto, apesar de acha-lo superior ao filme de Bigelow. O que está em jogo, neste ano, é muito mais do que o processo de realização. Se fosse o contrário assim, Avatar seria o favorito por unanimidade. A questão é: como um filme pequeno pode ter o poder que um de 500 milhões de dólares tem. Guerra ao Terror pode não ser o melhor filme do ano, mas é, sem dúvida, o que a academia estava esperando para o Oscar 2010. Eles ainda não estão preparados para o que Tarantino que tem a dizer ou para o que Jim Cameron criou e soltou pelo mundo. Bigelow e seu filme  falam pra eles, diretamente. Vai ganhar, pode não ser justo, mas é o mais lógico.


Anúncios

8 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Bruno Oliveira said, on Março 5, 2010 at 1:58 am

    Pô Breno, muito bom o texto, discordo de pouca coisa e tem categorias q nem me preocupo em comentar(acompanh bem cinema mas n tanto qnt vc!) uhauahuahuah mas no geral vc foi bem no ponto.
    Vou botar só algumas coisas aqui pra ficar registrado:
    –Roteiro original: Acho que Guerra ao terror abocanha (sinto um pouco de preconceito com o Tarantino esse ano!)
    –Roteiro adaptado: discordo que os filmes são fracos, gostei muito de Distrito 9(já falamos sobre ele :P) e In te Loop é muito bom, Educação me decepcionou muito, esperava mais de um filme tão comentado e Amor sem Escalas pra mim n deveria nem ter tanta atenção(somente divertido!).
    –Filme Estrangeiro: Vi A Fita Branca e vou ver até amanhã O Profeta aí digo se eu acho q bate, mas o primeiro é pra lá de bom 😀
    –Fotografia: A fotografia do filme de Haneke é muito bonita mas n bate Guerra ao terror nem a pau, n é possível que vão dar outros prêmios pro filme e um dos que ele mais merece vai ficar de fora!
    –Edição: preconceito a parte, espero que BI ganhe esse! (um dos dois) 😛
    –Trilha: Porra falou exatamente o q acho, “trilha de Up é personagem!!”
    –Queria ter visto mais documentários, mas esse ano fui negligente com eles 😛 vi somente Food, Inc que tem um tema muito legal, é muito informativo mas cai na vala dos documentários enfadonhos, se repete demais!!
    –Ator: passo! 😛
    –Atriz: Eu daria pra Meryl, ao meu ver, só pq a Mulligan se destaca num filme mais ou menos ele de levar(sei q vc n foi simplista desse jeito :P) mas nem ela nem a Sandra(num filme que me chamou a atenção por ser relacionado a esporte e eu me amarro, o/ culpado!) teriam força pra bater qq papel da Meryl, qnt a Helen n vi o filme :/
    –Ator Coadj: PORRA, ACADEMIA!! WALTZ!! e tenho dito!! auhauhuahahha
    –Atriz Coadj: N vi preciosa mas todo mundo fala da Mo`nique, boto fé 😛
    –Animação: to com o Buzz, pra mim é Up na cabeça!
    –Diretor: somos votos vencidos, vai dar a Bigelow

    • partyguest said, on Março 5, 2010 at 5:35 pm

      Opa, Cecé!
      valeu, cara. 🙂

      algumas considerações:
      1. Rapaz, tb acho que o preconceito ainda existe, mas não tem como ignorar aquele roteiro! Quer dizer, eles já o ignoraram o suficiente. hehe. Mas dar tanta indicação e não levar nada? Até Benjamin Button levou o seu. haha
      2. Amor sem Escalas não me desceu. :s
      3. Também não vi o de Mirren, mas não ganharia anyways. Levou o seu merecido um dia desses.
      4. Somos votos vencidos mesmo, cara. Mas, PORRA, ACADEMIA! :/

  2. Bruno Oliveira said, on Março 5, 2010 at 2:21 am

    Faltou filme 😛 (n basta um post grande e mal escrito, tive que fazer 2 :/)
    To meio perdido em meio a trilhões de coisas pra fazer e isso me entristesse pq me preparei muito pro oscar uahuahuhauauh nunca vi tantos filmes, nunca!!! Somente agora no final que perd o ritmo e deixei de ver Preciosa.
    Conheço o esquema do Oscar, e até entendo, querendo ou n é reflexo do mundo que vivemos. Mas é impressionante como o filme do tarantino tem sofrido preconceito uhauha. PORRA, ACADEMIA!! o cara é praticamente veterano, já mostrou muito serviço, ganhou com Pulp Fiction mas vem com filme impressionantes depois disso e em 2009 lança esse filme e vai ter q se contentar apenas com indicações e um prêmio de ator coadjuvante? acho paia!
    Tá Avatar é aquela mega coisa, foda em muitos sentidos, me diverti um monte. Guerra ao Terror me fez aguentar mais um filme sobre a guerra uahauhauahha e eu tinha me prometido n ver mais nenhum 😛 tem a fotografia mais pancada do ano passado, tem uma direção muito boa, mas perde no conjunto todo.
    Mas fiquei um pouquinho esperançoso com a mudança na votação 😀 Muito interessante isso, se avatar e guerra ao terror receberem muitas notas altas mas forem antagonistas, com Basterds recebendo a maioria dos ‘segundas’ notas, pode ser que dê auhauahuhahahauhuahuha
    P.S.: Parabéns pra Bigelow, deve levar uns 4 oscar!

    • partyguest said, on Março 5, 2010 at 5:39 pm

      Bigelow vai sair de lá felizona, rapaz. E eu tô ligado que ainda a veremos muito pelo Oscar nos próximos anos. Pode anotar. É a fênix. hahaha
      Esse novo sistema de votação pode gerar as maiores zebras da história do Oscar, daqui pra frente. Mas tb pode criar aquele clima politizado demais da votação. Tipo avatarista votando nele pra primeiro e Guerra pra décimo, só pra prejudicar. Não sei se acho isso legal. Talvez ache, tô vendo ainda. hahaha

      • Bruno Oliveira said, on Março 6, 2010 at 12:20 am

        isso q imaginei, por isso msm q falo em antagonistas, votar em um pra melhor e no outro pra pior só pra o seu ganhar, assim os basterds podem ter alguma chance sendo o segundo melhor da maioria 😛

  3. Daniely said, on Março 5, 2010 at 11:00 am

    Só um adendo já que sou fã de música: Crazy Heart é uma canção muito boa. É um daqueles folks que vc quer estar de blusa xadrez sentado num bar bebendo cerveja e comendo amendoim torrado.

    • partyguest said, on Março 5, 2010 at 5:45 pm

      É foda msm, dani. Voltei a beber cerveja depois de ouvir.

      mentira

  4. Bruno Oliveira said, on Março 11, 2010 at 1:15 pm

    Rpz… essa semana vi Un prophete e El segreto de sus ojos, todos os 2 muito bons!!!
    A disputa de melhor filme estrangeiro foi bem assirrada. Os 3 que vi(além desse vi The White Ribbon) gostei dos 3, tinha certeza que o alemão ganharia mas pq n tinha visto os outros, El segreto de sus ojos é ao meu ver o melhor auhauhahahu achei o filme muito muito bom.
    Porra pq o brasil n faz filmes assim :/


Deixe uma Resposta para Bruno Oliveira Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: